Virgem da Contemplação

Virgem da Contemplação 1

Virgen de la Contemplación – Desierto de Las Palmas (Castellón, España), composta na escola iconográfica das monjas Carmelitas Descalças de Harissa (Líbano).

Pequena Nuvem: recorda aquela pequena nuvem, como a palma de uma mão, que o Profeta Elias viu subindo do mar como sinal da chuva esperada (1Rs 18,44), que na tradição carmelitana é interpretada como preanuncio da Virgem Maria, que traz o Messias esperado.

Mar debaixo dos pés da Virgem Maria: para o mundo bíblico o mar é o lugar do desconhecido, das forças do mal. No Novo Testamento, os apóstolos experimentam os ventos contrários do mar, que por vezes amedronta os seguidores de Jesus. O ícone indica que o mal é vencido pela Mulher que está pronta para dar à luz. É a Mulher do Apocalipse que esmaga a cabeça da serpente.

A árvore da vida: sinal da cruz de Cristo que se encontra no início e no cume do monte. Alimentados pelos frutos dessa árvore somos fortalecidos para subir a montanha do Senhor.

Monte Carmelo ou Monte da Perfeição: ao lado direito encontra-se um pequeno monte formado de rocha, é o Monte Carmelo, berço da família carmelitana. Mas, também recorda o ensinamento de São João da Cruz em seu desenho do Monte da Perfeição. No alto do monte está a cruz, presença de Cristo. Chegar ao seu cume é chegar a plenitude da vida cristã que nos assemelha com Cristo.

A caverna no meio do Monte: lembra a gruta de Elias situada numa ladeira do monte ou às escuras cavernas dos sentidos, cantada por São João da Cruz no Cântico Espiritual.

As três estrelas: duas estão localizadas fora do monte, possuem cor prata e indicam as virtudes passageiras da fé e da esperança, que só nos servem neste mundo. No centro do monte encontra-se a estrela de ouro, que indica a virtude do amor, que segundo o ensinamento paulino é o que permanece na vida eterna (1Cor 13,8).

Vigem Maria: a Virgem Maria traz o mistério de Deus, o Menino Jesus em suas entranhas, representado no círculo no centro de seu peito. Maria está de pé, como a caminho, recordando sua visita a sua prima Isabel (Lc 1,39). Suas mãos abertas lembram a proclamação das maravilhas de Deus no seu cântico do Magnificat (Lc 1,46-55).  É a atitude contemplativa, de quem recebe de Deus e reconhece os seus favores.

Escapulário: em sua mão direita traz o escapulário, do qual também está revestida. É o símbolo da aliança, na qual estamos debaixo de sua proteção e procuramos imitar suas virtudes.

Capa branca: a capa que acompanha o hábito carmelita traz quatro pregas na esquerda, que nos recorda as quatro virtudes cardeais e três pregas na parte direita recordando as virtudes teologais. Essas sete virtudes apontam para a Virgem Maria como mulher perfeita.

 

Um comentário em “Virgem da Contemplação

Deixe uma resposta para LUIZ ANTONIO PEREIRA Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: