Pessoas orantes

Muito mais do que “fazer oração” Deus nos quer “pessoas orantes”. Por isso nossa oração deve ultrapassar o tempo que a ela dedicamos concretamente para contagiar toda a nossa vida. Como seres humanos que somos, estamos limitados ao tempo e ao espaço, por isso, como comunidade cristã, precisamos estabelecer um tempo e um espaço concretoContinuar lendo “Pessoas orantes”

Permanecei em mim e Eu permanecerei em vós

Qual é o fundamento de toda a vida espiritual e cristã? O apóstolo Paulo, com uma clareza ímpar, nos ensina: “Ninguém pode colocar um fundamento diferente daquele que já foi posto: Jesus Cristo” (1Cor 3,11). O fundamento é Jesus Cristo com sua vida, doutrina e missão. Nosso fundamento não é um conjunto de verdades que professamos,Continuar lendo “Permanecei em mim e Eu permanecerei em vós”

A oração é estar com Ele a sós

O convite que Deus nos faz hoje é de reavivar essa centelha inspiradora que ardia em nossos corações no início de nossa vocação. Retoma o teu primeiro amor! Como manter a jovialidade do amor? Precisamos esclarecer que o amor, ao longo dos anos, pode encontrar maneiras diferentes de se manifestar. Isso não quer dizer queContinuar lendo “A oração é estar com Ele a sós”

Disposições para fazer um bom retiro

É preciso encarar esse retiro não apenas como um evento “cronológico”, mas “kairológico”, ou seja, não devemos encará-lo apenas como um evento histórico, mas como um momento propício da graça de Deus.

Com minhas mãos vazias

Quando inicio a oração, depois de me fazer consciente da presença da Santíssima Trindade que habita em mim, me coloco de mãos abertas. Este pequeno gesto orante me põem em contato com a minha pobreza habitual. Diante de Deus, de seu imensurável amor, tomo consciência do meu nada, de que sou criatura. E, portanto, necessitoContinuar lendo “Com minhas mãos vazias”

O Contemplativo

Se fossemos perguntar a um contemplativo o porquê de ele ter se distanciado das pessoas e se afastado do mundo ficaria perplexo com este questionamento. O fato é que ele não vê a sua opção pela solidão dessa forma. Ao contrário, ele sente-se unido a toda a humanidade e a toda a criação e, seContinuar lendo “O Contemplativo”

Escola de Contemplação

Uma das primeiras atividades humanas é a contemplação, sem que sejamos conscientes vamos apreendendo o modo de relacionar-nos com as pessoas e com as coisas a partir de uma contemplação silenciosa. É contemplando a constante presença e afabilidade de sua mãe que o recém-nascido intui que ela lhe ama. Esta contemplação silenciosa e intuitiva permiteContinuar lendo “Escola de Contemplação”